Conheça a forma mais eficaz e natural para prevenir doenças cardíacas, sem depender apenas de medicamentos

Marque no seu relógio ou celular 1min30s…
Quando esse tempo passar, uma pessoa em algum lugar do Brasil, acabou de morrer vítima de alguma doença cardiovascular.

Não sei se você sabe, mas a cada hora, 40 pessoas morrem em decorrência de doenças do coração.

Olá, eu sou o Dr.Tulio Sperb, cardiologista, e preciso te falar algo importante. Leia até o fim... isso pode salvar uma vida

As doenças cardiovasculares são as principais causas de morte no Brasil. De acordo com o último levantamento da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), as doenças cardíacas chegam a atingir, por ano, mais de 300 mil vítimas. O estudo também aponta que infartos e derrames (AVCs) lideram as estatísticas.

O pior de tudo é saber que boa parte desses casos poderiam ter sido evitados, com simples mudança de hábitos.

A saúde é o seu bem mais valioso. É o que devemos buscar em primeiro lugar.

Sem um corpo saudável, seus demais potenciais enquanto indivíduo não se desenvolvem corretamente. É por isso que, quem tem histórico de doenças cardiovasculares na família, por exemplo, deve se livrar do fantasma em potencial que é o MEDO do desenvolvimento de doenças desse gênero.

Pois, se o histórico familiar se confirmar, todos os seus sonhos vão por água abaixo. Numa possível falência repentina do coração, aquele livro poderá nunca ser escrito.

A árvore que ainda não foi plantada se tornará uma mera aspiração nunca concretizada. E, especialmente: a tristeza de perder a chance de ver o filho se casar ou conhecer o rosto do neto tão sonhado.

Numa cama de hospital, horrorizados com a possibilidade de morrer, nos damos conta da importância de procurar orientação.

PORQUE?

se tudo poderia ter sido evitado?

Não seria melhor saber a tempo e evitar passar por tudo isso?

Se você não ouvir seu corpo sussurrar, terá que pedir socorro quando ele gritar!

Percebendo uma ameaça ou desequilíbrio na sua saúde, você procura um médico.

Preferencialmente, um que seja especialista na sua enfermidade específica.

Alguém que entenda tudo daquela área da saúde que vem lhe preocupando.

Então, a fim de conquistar a tranquilidade e se ver livre de doenças do coração, você procura um cardiologista. Algumas perguntas e exames depois, você obtém um diagnóstico.

Um documento emitido por um profissional que lhe atesta em que pé anda a saúde desta parte específica do seu organismo. Disso resulta uma resposta:

Se o seu coração vai bem ou vai mal!

Basicamente, você saberá se precisa de medicação ou não. E irá para casa com a FALSA SENSAÇÃO de ter a sua SAÚDE CARDÍACA avaliada…

O erro DA

medicina
tradicional

Para fins didáticos, existem as especialidades médicas que correspondem aos conhecimentos sobre os quais aquele profissional se debruçou. E isto tem grande utilidade e valor na medicina.

Porém, a cultura do especialista esconde algo nefasto: um coração, avaliado sozinho, diz muito pouco sobre o estado de uma pessoa no que tange à possibilidade de desenvolver, em breve ou daqui há muitos anos, doenças cardiovasculares.

Se você estiver pronto para descobrir a VERDADE sobre as causas das doenças cardíacas, continue acompanhando o raciocínio.

Ao menos, permita-se ler o texto até o final, pois essa informação (literalmente) pode salvar a sua vida – ou a de alguém que seja muito importante para você.

A VEZ DA

Medicina de Vanguarda

A medicina tradicional se torna engessada na medida em que as especialidades médicas aparecem como primeiro recurso para compreender e tratar doenças específicas do seu corpo.

O problema é que um cardiologista não pode olhar somente para o coração. Até porque doenças cardíacas NEM SEMPRE tem como sintoma as dores no coração.

O indivíduo precisa ser avaliado globalmente. É aqui que entra o movimento da MEDICINA DE VANGUARDA.

Nesta NOVA forma de encarar a ciência médica, mais holística e aprofundada, o indivíduo é considerado em sua totalidade, promovendo-se assim um cruzamento de informações e dados que vão MUITO além do que os exames e check-ups poderiam mostrar.

É claro que existem ameaças que podem afetar pessoas que já possuem os fatores de risco conhecidos para doenças cardiovasculares, como pressão arterial e colesterol em níveis acima dos normais.

Mas o tabagismo, a dieta rica em sódio, o estresse e o sedentarismo, também são exemplos dos inimigos da saúde cardíaca.

Diante disso podemos concluir que: mesmo com um diagnóstico de coração saudável no bolso, um indivíduo pode estar correndo SÉRIOS RISCOS de desenvolver ou apresentar problemas no coração.

E este é um problema GIGANTESCO!

As doenças cardiovasculares são as que mais matam em todo o mundo. Dentre estas, o infarto agudo do miocárdio é a causa principal.

Sim, a doença cardíaca mata mais do que câncer: por ano, são 7,6 milhões de pessoas no mundo todo!

As doenças do coração são também a primeira causa de morte entre a população brasileira: O Ministério da Saúde estima que 31,5% dos óbitos são provocados por doenças cardiovasculares.

Ver a doença mais letal no Brasil e no Mundo ser tratada com tamanho pouco caso e falta de empatia por alguns médicos é de fato lamentável.

Não bastasse isso, devido a este problema, surge um outro, talvez ainda maior.

Profissionais pouco éticos que, aproveitando-se da desinformação da população e da ajudinha da medicina tradicional em perpetuar esse quadro, prometem curas milagrosas sem a mudança de hábitos ou o uso de medicamentos.

Devo avisar que se era esse tipo de solução que você procurava aqui, sinto informar, mas este texto não é para você.

Eu NÃO SOU este tipo de profissional e meu método não lhe isenta de dedicação e esforço.

O organismo é seu e a responsabilidade pela decisão de prevenir-se ou curar-se de maneira correta É SUA.

Eu forneço o caminho, um método seguro (porém sem milagres!) através do qual você terá condições de compreender a sua saúde como um todo e, com isso, descobrir como blindar seu coração contra problemas cardíacos.

VOCÊ

Está pronto?

As Duas Maiores Vilãs da

Saúde do Coração

Segundo dados do Ministério da Saúde, cerca de 30 milhões de brasileiros têm hipertensão. E há outros 12 milhões de brasileiros que ainda nem sabem que possuem a doença. Estas são algumas doenças cardíacas comuns:

  • Angina instável e estável
  • Arritmia cardíaca
  • Aterosclerose (doença cardíaca coronária)
  • Arterioesclerose
  • Cardiomiopatia
  • Doença arterial periférica
  • Fibrilação atrial
  • Hipertensão
  • Infarto
  • Insuficiência cardíaca
  • Prolapso da válvula mitral
  • Taquicardia Ventricular

No entanto, hoje sabemos que as duas das maiores vilãs da saúde do coração são a HIPERTENSÃO ARTERIAL e a OBESIDADE.

Quando não controlada, a pressão arterial causa lesões na artéria aorta e provoca a sobrecarga do coração, que fica com o músculo mais rígido, aumenta de tamanho e fica inchado.

Já o excesso de peso, principal causador da hipertensão, exige um esforço maior do coração e de todo o sistema circulatório – sendo a principal causa do aumento da pressão e podendo levar ao desenvolvimento de insuficiência cardíaca.

Por isso, a primeira coisa que precisamos deixar claro é que: manter hábitos saudáveis é sim fundamental para blindar o seu coração.

O fato da OBESIDADE ser um dos MAIORES FATORES DE RISCO só evidencia isso.

Portanto, qualquer método que te prometa prevenção ou cura, e que não passe nem por:

Uma auditoria nos seus hábitos;

avaliação de doenças coadjuvantes e;

suplementação ou medicação.

…necessariamente irá te induzir ao ERRO a respeito do SEU BEM MAIS VALIOSO.

Entenda agora porque uma análise global do indivíduo conduz sempre a um diagnóstico mais completo e livre de falhas.

O combate aos inimigos do Coração Forte

O estilo de vida da sociedade atual conduz a problemas de coração tanto quanto várias das doenças crônicas.

E nesse sentido, o fato da maioria dos médicos não tratarem cada ser humano como um indivíduo, é uma verdadeira desonra ao Juramento que fizeram na sua formação.

Muitos cardiologistas prescrevem as mesmas receitas, anos a fio, para os casos que vão (aparentemente), se repetindo.

O problema de não ir além da medicina tradicional é que ela se baseia em um paradigma mecanicista, que considera o indivíduo na parte e não no Todo.

Tudo está interligado e tudo afeta tudo.

Enquanto a medicina tradicional afirma que o segredo para o tratamento de doenças cardiovasculares são exames de rotina e medicações…

… Eu e a medicina de vanguarda afirmamos que a chave do tratamento dessas doenças depende BEM MAIS da nossa capacidade de compreender o que faz com que elas se manifestem e o que podemos fazer para evitar seu aparecimento ou agravamento.

Estamos quase lá. Se você quiser compreender como esse entendimento blindará você contra o risco de doenças cardíacas, continue a leitura.

VOCÊ TEM QUE SER O SEU

Melhor médico

Esse assunto é tão urgente que decidi estender os meus conhecimentos para o máximo de pessoas possível. No começo foi difícil vislumbrar como faria isto, em um mercado que definitivamente não quer que o paciente se empodere.

Foi então que, durante as minhas pesquisas, conheci os materiais do Doutor Victor Sorrentino.

Identifiquei-me logo de cara com sua visão da medicina e reconheci nele um aliado nesse sonho de levar a informação até o paciente a fim de empoderá-lo.

"Você tem que ser o seu melhor médico!"
Dr. Victor Sorrentino

Foi esta a frase do Victor que mais me impactou: ela expressa EXATAMENTE o que eu quero propagar. Não pensei duas vezes: contatei o Victor e desde então nossa troca de experiências tem sido muito rica.

O Victor validou meu projeto e, acabamos nos aproximando tanto nesta troca, que decidimos unir forças e disponibilizar algo REALMENTE revolucionário para a prevenção e tratamento de doenças cardíacas.

Foram meses de pesquisas, conversas e ajustes. Finalmente, meu sonho de tornar meus conhecimentos acessíveis a QUALQUER PESSOA se realizou.

Listamos cuidadosamente tudo o que uma pessoa precisa saber para não ficar nas mãos de um diagnóstico isolado que pode levar ao erro quanto a um sério RISCO DE VIDA.

Aqui está o que você precisa:

  • Entender a importância do seu processo de tomada de consciência e empoderamento na blindagem do seu coração;
  • Aprender a identificar fatores comportamentais de risco;
  • Conseguir compreender as recomendações do seu cardiologista e debater com ele os melhores caminhos para o seu tratamento ou prevenção;
  • Entender exatamente o que fazer e o que não fazer para ter um coração saudável;
  • Saber em quais situações devemos recorrer ao uso de suplementação ou medicamentos;
  • Entender como a doença se instala e como você pode evitar isso;
  • Aprender técnicas da medicina de vanguarda para prevenção e tratamento de distúrbios do coração;
  • Aprender como prolongar a sua longevidade saudável através de mudanças comportamentais e compreensão de fatores hereditários;
  • Saber como ajudar outras pessoas que passam por este problema.

Talvez você esteja se perguntando: por que alguém que dedicou sua vida ao estudo de algo disponibilizaria um conhecimento tão poderoso a um valor tão baixo?

Caro leitor, como eu lhe disse no começo do texto, eu não sou como os cardiologistas que você já consultou na sua vida.

Quanto menos você precisar de mim, será um tanto melhor.

Isto é sério.

Penso que se as pessoas assumissem suas responsabilidades e capacidades de prevenção e cura, através do conhecimento, os consultórios seriam menos cheios – e a qualidade dos atendimentos automaticamente se elevaria.

Mas há razões mais profundas. Veja os dados abaixo (OPAS Organização Pan Americana da Saúde, 2017):

  • Mais de três quartos das mortes por doenças cardiovasculares ocorrem em países de baixa e média renda;
  • Das 17 milhões de mortes prematuras (pessoas com menos de 70 anos) por doenças crônicas não transmissíveis, 82% acontecem em países de baixa e média renda e 37% são causadas por doenças cardiovasculares;
  • A maioria das doenças cardiovasculares pode ser prevenida por meio da abordagem de fatores comportamentais de risco – como o uso de tabaco, dietas não saudáveis e obesidade, falta de atividade física e uso nocivo do álcool –, utilizando estratégias para a população em geral.

Idealmente, teríamos políticas de saúde que auxiliariam a população nas escolhas saudáveis acessíveis, motivando-a a adotar e manter comportamentos saudáveis.

Mas a realidade da saúde pública, vocês bem sabem, está bem longe deste ideal.

Esse esforço de externar meu conhecimento de FORMA ACESSÍVEL, ‘traduzindo’ um conhecimento elitista para uma linguagem bem popular, advém, em grande parte, da consciência de que, como profissionais da saúde, devemos fazer nossa parte para diminuirmos essas margens alarmantes.

No médio prazo, disponibilizar este conhecimento me ajuda no trabalho no consultório, também. A conta é simples: mais pessoas capacitadas a gerir a própria saúde, menos pessoas pra atender e, logo, maior atenção ao indivíduo de forma global – como deve ser.

Ainda assim, você pode estar relutante. Será que este Curso é pra mim? Basta conferir abaixo se o método se encaixa na sua realidade:

perguntas

frequentes

Nosso curso é a porta de entrada para o conhecimento sobre prevenção de doenças cardiovasculas com base em mudanças de hábitos alimentares e gestão comportamental. Também irá fornecer as ferramentas para transformar maus hábitos em ações positivas que te conduzirão a uma vida mais saudável.

O curso Forte Coração é 100% online. Nosso conteúdo será ministrado através de aulas em vídeo. Você também contará com material exclusivo para download, desenvolvido pelo Dr. Sorrentino, Dr. Túlio Sperb e sua equipe.

Você receberá por e-mail todos os dados de acesso à nossa plataforma de ensino assim que completar sua inscrição. Caso encontre qualquer problema com o seu acesso, por favor contate nosso suporte através do email [email protected]

Os módulos serão entregues semanalmente, ao longo de 3 semanas.

Você terá acesso por no mínimo 2 anos a todo o conteúdo do curso após finalizada sua inscrição. Você poderá pausar, retomar e assistir os cursos quantas vezes quiser.

Não, nossas aulas são gravadas antecipadamente. Nossos instrutores, Dr. Sorrentino e Dr. Túlio, participarão eventualmente de encontros online para tirar dúvidas.

Sim. Teremos suporte por escrito na área de membros, eventuais aulas ao vivo exclusivas para alunos com o instrutor e um grupo fechado no facebook com a participação do Dr. Sorrentino e Dr. Túlio.

Nossas aulas não estarão disponíveis para download. Entretanto, garantimos que estarão sempre disponíveis em sua conta para serem assistidas quando preferir.
Não. Os conceitos e estratégias apresentados no curso devem ser encarados como um investimento ao seu bem maior – a saúde.
O inscrito terá garantia de devolução do valor integral já pago pelo curso por um prazo de até 7 dias após a confirmação da inscrição.
É possível adquirir o curso através de nossa plataforma de qualquer lugar do mundo.
As informações contidas nesta página e no curso Forte Coração são exclusivamente para fins informativos e não podem ser consideradas como aconselhamento médico pessoal.Para qualquer questão relativa à sua saúde e bem-estar, você deve sempre consultar um profissional devidamente credenciado pelas autoridades de saúde.São estritamente proibidos, sem autorização por escrito do detentor dos direitos autorais, sob as penalidades previstas em lei, a comunicação ou a distribuição dos materiais incluídos nesta página e no curso Forte Coração, bem como a reprodução total ou parcial, por qualquer meio ou processo, incluindo fotocópias e distribuição via computador.

BLACK FRIDAY

Você é profissional da saúde?

Pressione uma opção abaixo para continuar

Fechar Menu

Você é profissional da saúde?

Pressione uma opção abaixo para continuar

Open chat